Adoração

Adoração

A adoração tem que ser didática. Tem que ser uma ferramenta de ensino. Deixe-me ler um texto para vocês. Em Cl3:16 diz: "Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo..." Então, a adoração, flui de alguém que está saturado pela palavra de Deus. "... instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais..." Então, o propósito de cantar na igreja é primeiramente, bendizer a Deus. Em segundo lugar, é didático, para ensinar àqueles que estão cantando, para encorajá-los, para admoestá-los. E ainda assim, eu suponho, para servir de testemunho para aqueles que estão ouvindo e são incrédulos.

Este é um problema que tenho com muitas músicas modernas. Não todas elas. mas grande parte. Elas não seguem estes princípios. São mais sobre sentimento. Vou ser muito sincero com vocês, e se vocês ficarem com raiva de mim, apenas perdoem-me. Sou norte-americano, sou grosseiro as vezes.

Muito da adoração nas igrejas hoje, não são nada mais do que celebração da carne. É um exercício de emoção. Se você começa a sentir a presença de Deus durante as altas e enfáticas notas na canção, quando o ritmo está aumentando e a música é tão gloriosa, e só então você sente a presença de Deus, não é a presença de Deus que você está sentindo, é emoção.

Tenho conhecido pessoas, algumas das pessoas mais santas que conheço, que se sentam e adoram. Não tem música. Não estou dizendo que essa é a única forma de faze-lo. Não é! Mas eles não tem música. Alguém diz: "Vamos canta o hino número 52" e começar a cantar... E outra pessoa dirá depois de terminar: "Que tal o hino 103?" e eles começarão a adorar.

Há algumas das pessoas mais piedosas que conheço neste planeta, que entendem a adoração profundamente, e ainda trarei essas pessoas naquela igreja na qual tudo é questão de música, e dirão: "Nossa, isso está morto!" Porque sua idéia de vida não é a verdadeira presença de Cristo. Para elas, são estas canções maravilhosos que levantam a emoção.

E não há necessariamente algo mal com isso, mas seja muito cuidadoso. Uma vez, estava com um grupo e eles disseram: "Deus está aqui." E a música continuava... eles diziam: "Deus está aqui!" Eu disse: "Não, não está". Eles disseram: "Como você sabe disso?" Eu respondi: "Porque a maioria de vocês estaria morta se Deus estivesse aqui. Porque ele é um Deus santo, e vocês conhecem os pecados que estão acontecendo nesta igreja." As pessoas estão na carne de tal forma porque sentem alguma coisa...

Vou parar por aqui, mas imagine isto. Escuto pessoas: "Sabe, eu estava me barbeando esta manhã e Jesus apareceu para mim." Você deixou de se barbear? São tão despreocupados acerca da presença de Deus. Na bíblia, quando a presença de Deus se mostrava: "Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos. (Isa6:5)" Dizem: "Ah, mas esse é o Antigo Testamento." João na ilha de Pátmos. Cristo aparece: Caí como morto. Não estou dizendo que a presença de Deus é sempre assim, mas quando nunca é assim, e quando sempre é: "Me abençoe, me abençoe, me abençoe! Alegria, alegria, alegria! Dance, dance, dance." Algo está terrivelmente errado...

Paul Washer